segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

O Exibicionista

A música alternativa tem os seus dias contados. A verdadeira música alternativa tem a sua expressão máxima quando o ouvinte recorre ao uso de “headphones”. Nesse caso a musica é tão alternativa que está limitada a um só indivíduo.
Hoje assiste-se a um recrudescimento desta tendência. O ouvinte outrora introspectivo e masoquista deu lugar ao exibicionista que precisa de atenção. A nova capacidade dos telemóveis projectarem para o espaço uma “playlist” outrora pessoal e inviolável tem tanto de voyeurista como de obsceno. A verdade é que as pessoas têm necessidade de mostrar o que estão a ouvir, por mais ridículos ou imbecis que possam parecer os seus gostos musicais.
O velho tijolo Boombox dos anos 80 foi miniaturizado e os novos ouvintes sedentos de atenção carregam-no à volta do pescoço como verdadeiras mulas do Hip-hop, modistas mostram na retrosaria o ultimo êxito de Tony Carreira com a Popota, fritos do tecno-transe-industrial são estimulados por uma frequência que os faz ver Deus e se assemelha a um Mantra de repetição eterna, fanáticos do Quim Barreiros insistem em pôr o carro na garagem da vizinha…
Viva a Era da Exposição! Expomos os nossos gostos musicais, expomos a nossa intimidade e expomos as nossas opiniões em Blogs.

P.M.
(Post Mortem)

5 comentários:

Anónimo disse...

como é isso pá? discordo. cada vez mais se anda por aí de headphones com os mp3, ipod e o caralho. agora, podias falar daqueles gajos que põem a musica do carro aos berros para que todos oiçam esses sim são uns exibicionistas de merda.

PM disse...

tens razão esqueci-me desses. mas o texto fala é do pessoal que anda pela rua com os tlms em alta voz a dar musica a toda a gente.

Anónimo disse...

olha pá uns abílios é o q eles são, esses marmelos de merda. andam mas é a exibir o seu poder aquisitivo mais a puta da cultura competitiva promovida pela merda do capitalismo. ABÍLIOS, sim é um insulto. a esses geeks do iphone, ipod, etc a aprtir de agora são os: ABÍLIOS=tótós,cromos,licas,

Jaffo Dias disse...

Nos transportes publicos é que esta têndencia pode ser aprecidada em todo o seu explendor. Se Eu pudesse descarregar uma Uzi em todo o pessoal que insiste em partilhar a sua playlist de kuduro, teríamos aí uma nova forma de controle de natalidade...
Tantas balas a serem desperdiçadas no Iraque que não acertam em ninguem e estes ABÍLIOS (gostei da expressão :)) andam aqui impunes a conspurcar os nossos ouvidos.

Anónimo disse...

gramaste ó jaffo!! foda-se até q enfim gramas algo q eu faço pá.
abraço.