terça-feira, 30 de junho de 2009

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Os homens são criaturas simples

Assim como os comunistas falam em consciência de classe, há tambem algo parecido a que eu chamo "consciência de espécie".

Enquanto é certo e sabido que as mulheres são umas cabras umas para as outras nem que sejam as melhores amigas, nos homens há uma espécie de "camaradagem" global e em particular as zangas entre amigos não duram muito tempo, normalmente uma boa "buba" e umas gargalhadas resolvem o assunto.

Claro que este factor da simplicidade misturado com alcóol e gajas ás vezes dá em porrada mas, vemos isso todos os dias no Discovery channel, é a própria natureza que nos obriga a isso mas mais uma vez, normalmente acho isso muito mais "natural" do que as tramas, enredos e intrigas em que as mulheres se metem pra se foder umas ás outras, um gajo é simples: Não gosto daquele gajo, não lhe vou ligar, se me chatear andamos á porrada. parece-me simples.

É tambem engraçado reparar que a maior parte das vezes em que um gajo se chateia com outro é por causa delas... dá que pensar... claro que há outros factores exteriores a isso como por exemplo rivalidades de bairro ou até mesmo de cidade, lutas de gangs e até mesmo excesso de testosterona mas acho que na contabilidade final as mulheres são responsáveis pela maior percentagem de ocorrencias (podia-se fazer um estudo sobre isto).

Os homens geralmente falando tambem conseguem ser bastante mais sintéticos e orientados por um objectivo, atigindo esse objectivo ficam contentes, pode se chamar a isto "simpicidade de procedimentos" tentado sintetizar a ideia que quero deixar aqui vou citar uma frase quando um amigo meu perguntou a outro o que o fazia feliz:

"Esporrar e rir" foi a resposta.





Carlitos (o repórter da noite)

É verão... continuando na linha dos videos "frescos" para vocês... GUNTHER!!!!!!!




Pá... este caramelo é grande patrão, Sueco armado em alemão a dizer "you touch my tralala..." quem tiver interessado em outros trabalhos deste "senhor" vão ao youtube, aconselho tambem uma musica chamada "tutti fruti summer love"

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Trabalhar ressacado

"Isto trabalhar ressacado não dá. Tenho de deixar de trabalhar."

Foi depois de chegar a esta conclusão brilhante (depois de mais um dia a trabalhar ressacado) que decidi que era tempo de falar sobre isto em forma de post.

Não dá para perceber, há todo um historial de dias passados na merda, mal disposto e só a pensar na minha caminha durante todo o dia, já se sabe... uma pessoa não é produtiva naquele estado, é uma coisa que devia estar prevista no código do trabalho "tá de ressaca não vai trabalhar".

Há dias em que a manhã até passa rápido devido á quantidade de alcóol que (ainda) circula no corpo, mas depois do almoço é o terror. Suspiros, ansiedade, mau estar, todos estes são sintomas de quem passou a noite passada na rambóia e vai trabalhar no dia a seguir.

A questão aqui é: todos nós sabemos disto então porque continuamos a insistir? No meu caso pessoal a resposta é clara: nunca abdiquei de fazer o que me apetece no presente por um futuro que não sei se vai existir, sou mais dado ao prazer do momento e nunca pensei muito nas consequencias que isso pode trazer, mas isso sou eu, e o resto da humanidade que vai trabalhar ressacada? Qual é a desculpa deles?

Haverá algum problema comigo porque gosto mais de sair do que trabalhar? Alguem gosta de trabalhar? será porque uma coisa é imposta e a outra nós escolhemos fazer?

Esta situação fez-me tambem pensar no facto de Portugal ser um país onde a religião católica tem ainda um grande peso, normalmente isto daria azo a uma série de desatinos acerca da virgindade da Maria e o papel do carpinteiro no meio disto tudo, mas não é o caso. Estou muito contente por este facto, por nós sermos uns saloios religiosos fiquei 2 dias em casa a curtir os santos populares, essa festa tão religiosa em que toda a gente está mais bebada do que eu (se é que existe tal coisa) e se dança musica "pimba" frenéticamente, nesta altura a fauna das ruas torna-se tambem mais agradável á vista talvez devido ao efeito do alcóol. Tudo isto devido a que? Aos santos.

Prefiro a religião ao trabalho, 1000 vezes. Os padres bebem vinho no trabalho, os santos trazem raparigas bonitas para a rua e em países como o nosso não se trabalha.

Mais feriados religiosos, por favor.




M.C. Rrose