quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Mais barato que a verdade? (Sexo, mentiras e projectores)

É verdade que a verdade é sobrevalorizada, este assunto já foi dissecado neste blog, mas agora uma outra questão de natureza puramente existencial põe-se em cima da mesa... se a verdade não é assim tão importante porque é que as pessoas se dão ao trabalho de mentir ou omitir? (o que técnicamente é diferente...) ou até mesmo fingir?

Neste curto espaço em que me ví aqui metido e (ainda) não acabou, sou obrigado a aceitar que as pessoas "moldam" a verdade consoante lhes interessa e isto é que me intriga... O que move as pessoas? Que motivações estranhas as levam a fazer coisas completamente e aparementemente sem sentido?

Mesmo quando nos estamos a CAGAR completamente para uma pessoa (e podemos ter as mais variadas razões para isto) há quem goste de dar tangas "ah e tal... isto e aquilo..." "já não te via há tanto tempo..."

É bonito é tudo o que tenho dizer.

O problema é que não vivemos sózinhos neste mundo e apesar de gostar mais do azeite para fazer refogados, tenho de admitir que o azeite é como a verdade, vem sempre ao de cima e geralmente é por duas razões: Ou acham que é rídiculo enganar um amigo ou porque gostam de se gabar dos seus feitos.

O mais engraçado nesta merda toda é que a verdade só vem ao de cima quando já nos estamos a cagar para ela, vem sempre fora de tempo por isso depois de nos chamarem todo o tipo de nomes incluindo mentiroso e paranóico sabe sempre um bocado a azedo quando descobrimos que afinal estávamos certos.

Não tenho nada contra a mentira, ás vezes a mentira é necessária, mas parece-me um bocado estúpido manter essa mentira quando já não há razões para isso mas enfim... como o povo diz (e o povo costuma ter razão) a festa já não é minha e se as pessoas se sentirem bem em ser dissmuladas por mim tá tudo bem, agora tangas... nunca usei, prefiro boxers, não me apertam os colhões.

A verdade? essa é mais barata do que podemos pensar.

Se o problema é a opinião com que ficamos das pessoas... Isso não é um problema porque afinal somos seres egoístas e desde que achemos que somos os maiores do mundo e os outros são uma merda nada de invulgar se vai passar, apenas a continuidade de uma existência de merda.




Mais barato do que a realidade

37 comentários:

Anónimo disse...

então e aqui não há posts da Maitê?

Anónimo disse...

pois hipocrisia é o pao nosso...jah se sabe q o grosso da raça humana é deveras complexa e desinteressante

Jaffo Dias disse...

As gajas vão e vêem e os Amigos ficam.

Anónimo disse...

as gajas quem? a maitê?

Anónimo disse...

o que é que as gajas vêem?

Anónimo disse...

Guita, carros e merdas dessas...

Anónimo disse...

materialistas de merdas essas tais de gajas.

Jaffo Dias disse...

Não podemos generalizar assim. Há gajas que não são materialistas, são apenas putas. (como o caso da Meita, perdão Maitê) A grande generalidade padece de um mal já identificado pelo MC Xeg "muita ambição misturada com comichão na rata"

Anónimo disse...

bros before hoes!but no backstabber with a smile on his face telling u I'm sorry....but you know....!X-GIRLFRIENDS HUNTER,FUCK U HAVE SOME SHAME!

??? disse...

...

Gaja disse...

Voçês são uns cornos mansos e depois nós é que pagamos.

corno bravo disse...

as gajas pagam?
eu quero então!

Jaffo Dias disse...

Porra pá, já deixaram isto descambar... Putas e cornos mansos... Isto tava a correr tão bem... O que chateia não e ser Puta ou corno. É a dissimulação. Custa assim tanto a perceber? Putas sempre houve, logo sempre houve cornos mansos, bravos e "mild" e vice-versa, agora a novidade é mesmo a hipocrisia e versatilidade.

Anónimo disse...

Deixaram descambar? O moderador és tu.

Jaffo Dias disse...

Nunca fui muito dado á moderação...

Anónimo disse...

bem...finalmente'na volta sem querer'uma gaja q assume ter sido infiel'putinha' ao seu namorado!enfim.....

Anónimo disse...

atençao,no plural!!!!ou seja, varios!

Gaja disse...

O vosso mal é bem conhecido. Metem-se nas bebedeiras e nas drogas e depois não conseguem satisfazer as namoradas.
O vosso problema não é infidelidade é impotência.

Anónimo disse...

Deves ter tido azar com os teus namorados Gaja... de qualquer maneira digo-te ja: antes bebado e drogado que PUTA. Se os namorados nao vos satisfazem arranjem outros (mas avisem)

Namorada do parv...do anónimo de cima disse...

Ó anónimo eu avisei-te mas tu estavas deitado em cima de algo que parecia uma mistura de merda com vómito, parecias tão confortável que não te quis incomodar.

anónimo de baixo disse...

guerra com gajedo... uau!
e a gaja dos serenais tá aqui?

Anónimo disse...

Então tratas o teu namorado por anónimo?
Grande coirão que deves ser.
Se vivesses na India eras sagrada.

Anónimo disse...

Não precisa de saber o nome, desde que bombe na cona.

O mesmo anónimo disse...

Ficam te bem esses sentimentos, ser Puta não faz mal mas incomodar... ISSO é que não!

Jaffo Dias disse...

Tá aqui material suficiente para a próxima série dos morangos com açucar...

Boca de Palhaço disse...

Morangos Com Açucar? MCA? Pode ser, with a little help from my friends...

Anónimo disse...

Porcalhonas!!!

Gaja disse...

há muito tempo que não se via uma concentração tão grande de cornos mansos. Deviam criar um clube: cornos mansos unidos

Anónimo disse...

ó gaja, vai levar no cu! puta.

menino jesus disse...

Ao pé de um burro está sempre uma vaca. Até no presépio essa representação existe.
E em 200 anos nada mudou.
Que tristeza!

Jaffo Dias disse...

Pessoal! acho que batemos um record de comments! A PUTARIA RENDE!!!

Gaja disse...

o record que bateste foi o de juntar o maior numero de punheteiros cornudos no mesmo sítio.

monta nelas disse...

é nestas alturas que tenho pena de não ser paneleiro.

Jaffo Dias disse...

Esta gaja tá a levar isto muito "a peito" :) Quem se pica tem agulhas...

prof. bambo disse...

Já sei quem é esta "gaja".

Anónimo disse...

é só um gajo qualquer dizer que sabe quem é quem, e calou o putedo todo.
ahahahah!

Jaffo Dias disse...

Também sei que é. (Acho que era óbvio) De qualquer das maneiras não interessa. O funeral está feito.