domingo, 3 de maio de 2009

Maio de 69

"Maio é um mês de mudanças..." baseado neste facto decidi tambem abraçar a "onda de mudança" que paira no ar e mudei de casa. (o facto de me ter sido dado até ao fim do mês passado para sair de onde estava também ajudou um bocadinho...)

Andar a ver casas é chato mas quando o tempo não corre a nosso favor tem de ser, depois de um périplo pelo sub-mundo do arrendamento urbano Lisboeta foi decido mudar para uma casa que fica a 5 minutos da ultima mantendo assim a primeira das premissas a que nos propusemos: tentar ficar na mesma zona, outra das grandes vantagens é que as mudanças puderam ser feitas a pé.

Para além de me livrar da Dona Isabel (a minha ex-senhoria que me entrava em casa quando lhe apetecia e achava que era normal) ganhei uma janelinha catita no quarto que permite a entrada de luz natural ao mesmo tempo que facilita a circulação de ar/fumo (bastante importante).

Depois de grande meditação e reflexão sobre como optimizar espaços, o espaço vai ganhando a sua forma e o Homem... esse... é um animal de hábitos.

Tambem enquadrado neste cenário de mudança Maio é também o mês astrológico do Touro, perfil no qual me enquadro e segundo a Maya isto vai ser bom tendo em conta a conjuntura dos planetas, eu não costumo ligar muito a estas merdas mas como começo a ficar cota e vou mudar de casa decimal este ano (a mudança... lá está!) qualquer ajuda é boa.

"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades" e desde que começou Maio que tenho uma enorme vontade de comer caracóis, mamar cerveja e sentir a brisa primaveril a passar.





Fanã (da acelera)

6 comentários:

Anónimo disse...

já diz o ditado, "quem muda em Abrila pode-lhe cair a pila, mas quem muda em Maio não lhe cai o paio".

Anónimo disse...

deves ter desbundado pouco a casa da senhora sim

Anónimo disse...

o fixe de mudar de casa é que se deixa para trás uma´serie de merdas que já não nos fazem falta, por ex: senhorios, vizinhos, roupa velha, contas na mercearia lá da rua, etc. é como recomeçar de novo noutro local ...como nos filmes.

Pierrot le Fou disse...

Vizinhos, senhorios, H1N1,...
Tem que haver uma cura definitiva!
"é como recomeçar de novo noutro local... como nos filmes"
...como na política!

Abraço,

Pierrot le fou

Anónimo disse...

voltar a zero num planeta distante

Anónimo disse...

eps!!! ora aí está uma boa oportunidade para aplicares os teus conhecimentos profundos de feng-shui.